sábado, 6 de dezembro de 2008

"Haja erva, mané!"

Trabalhando em uma das exposições mais interessantes da minha época de Assessor de Imprensa, tive o imenso prazer de conhecer um gênio, o indiano Anish Kapoor. O cara teve a ambição (e a ajuda do sempre excelente produtor Marcelo Dantas) para erguer um tufão no meio da rotunda do CCBB Rio.

Dias depois, ouvi uma pérola sem igual, de um visitante de olhos estranhamente vermelhos e um cheiro forte de grama: "Fumaça branquinha assim, cara... porra, haja erva, mané!"

Bem verdade... me fez lembrar do jornalista pateta q escreveu a chamada da matéria no jornaleco dele com a seguinte gracinha: "Anish Kapoor parece que fuma."

É... eu mereço, mesmo.

5 comentários:

D.Ramírez disse...

quequeele quis com isso? tentar reproduzir um furacâo? rsrs
De qualquer modo, diferente e curioso!
wlw

A Senhora disse...

Nossa!! Davi ia amar isso!!!

Ele chegou a fazer um experimento para mostrar para a turma (no fim foi para a escola inteira) como funcionava um furacão e como se originava.

iara disse...

bom, legal de ver, mas eu não considero isso arte, nãp considero instalações arte. prontofalei.

Troll disse...

RAMIREZ e IARA:
A transgressão do espaço, a idéia de uma escultura monumental e que não seja sólida. Moldar a fumaça e falar da ascensão. (Kapoor já fez várias encarnações de sua "Ascension") Vencer inclusive o mercado de arte, com uma obra que não pode ser comprada e instalada em outro lugar, pois a rotunda do CCBB se tornou parte essencial dela. Tanto que em São Paulo e Brasília foram construídos espaços similares, para abrigar esse tufão.

MAMYS:
Essa exposição toda me deixou muito impressionado. Anish Kapoor é um escultor de formas gigantescas, toneladas de aço polido ou cromado, que através do reflexo vêm trazer o ambiente expositor para dentro da obra.

Poisongirl disse...

Ah queria tanto ter visto isso!
Adoro a rotunda do CCBB ... não esqueço o peixe rosa do Surrealismo.

Infelizmente no Brasil a arte é muito mal entendida , isso quando é , em algum nível , apreciada.