sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

EU TE AMO



- Quando você fala "eu te amo" está se referindo a que espécie de amor?

Pressentia armadilha. Ela era sempre assim. Uma pergunta do nada e respostas que levavam a mil caminhos.

- Você também diz "eu te amo". Quer dizer algo menos do que sentimento profundo?

- Isso quer dizer que "eu te amo" é uma frasezinha pra lá de banal, né? Temos sentimentos profundos por tantas pessoas...

Estava curioso... Qual era a armadilha? Onde ela estava?

- Por que banal? Será que sentimentos profundos são banais?

- Não sei... Se dizemos isso a tantas pessoas, o que poderia ser especial torna-se banal, não é?

- Espere! Eu não digo "eu te amo" a tantas pessoas assim! Eu posso ter sentimentos profundos por varias pessoas, mas somente a poucos me dirijo dessa forma.

- E por que não? Por que não pode distribuir "eu te amo" a quem realmente ama?

- Isso seria ban...

- Banalizar? Foi o que eu disse.

- Mas dizer isso a pessoas realmente importantes e especiais não é banalizar! É dizer o que realmente sente! Agora, ficar distribuindo, simplesmente porque gosta...

- Tá... Isso é banalizar?

- Ficar distribuindo, aleatoriamente, sem discernimento, é!

- Hum.

Odiava aquele "hum".

- Diz logo de uma vez! O que tem a ver o meu "eu te amo", afinal de contas?

- Nadinha... Só queria entender esse "eu te amo" escrito no verso dessa Nota Fiscal. Se "eu te amo" é banal, posso entender que diga isso a todas às caixas da loja. Se não for...

Eu me odeio...

5 comentários:

Bem Resolvida disse...

tem tanta gente que diz isso sem nem ter certeza do que sente...
ficar repetindo e falando aleatoriamente é banalizar, sim.
eu amo...mas ainda nem disse...isso merece uma ocasião especial, não é pra ser dito assim de qualquer maneira!!

:P

Troll disse...

HuaHAHAHAHAHAHAHAHAHA.

OK, atrás da Nota Fiscal é fogo!

Mas enfim, consigo até imaginar isso ficando fofo, se forem colegas de trabalho e tudo. De toda forma, existem momentos, realmente. O problema é quando o peito fica gritando, vc externa.

Afinal, tudo depende do olhar, do gesto. Falar isso como se fosse de novo a primeira vez.

iara disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
ok, no verso da nota fiscal?

ah sei lá a gente diz quanto o peito não aguenat mais e depois adora repetir pra aquela mesma pessoa! porque em gerla adoar o sorriso que provocou e ouvir de volta...
muitas elocubrações par algo tão...banal! rs
bjs

A Senhora disse...

BEM RESOLVIDA Tem gente que diz porque adora ouvir o som... :)

TROLL Fofo? Depois explica-se o "fofo" :)

IARA Sim, ouvir de volta o "eu te amo" da mesma pessoa... isso é nada banal - é uma delícia! :)


Essa coisa de escrever atrás de nota fiscal foi por causa de outro "causo" que aconteceu comigo. Não foi "eu te amo" e nem foi o outro que escreveu, mas eu mesma. Mas isso é outra história... :))

Pô! E sempre 3 comentários por aqui?!

Poisongirl disse...

No verso da nota fiscal?!
Eu hein...